Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog de rubim.geontelus
 


Dourado: metal nobre ou ouro de tolo?

Dourado!? Metal nobre ou ouro de tolo? O cara está conseguindo ganhar o BBB em cima de um joguinho montado sobre uma hipocrisia: vender uma imagem de homófobo. Quem muito combate é porque tem algo a esconder. Se ele tanto combate os homossexuais é porque é um enrustido; pois, se tivesse segurança do que é, deixaria os outros em paz. Afinal estamos no Século XXI e lutamos para que não haja mais Inquisições e coisas grotescas do gênero, como essas demonstrações de preconceito e intolerância contra outros grupos sociais. A antropologia hoje reconhece o valor de todas as culturas e grupos sociais. Ou ele está fingindo e conseguindo o que quer. Seja como for, está repassando intolerância e isso com certeza tende a espalhar-se para outras áreas: preconceito contra mulheres, contra negros, contra judeus, contra nordestinos, contra chineses, contra qualquer coisa. É um retrocesso ao homem das cavernas, e isso ele bem parece no papel que constrói na tal Casa. Engraçado a dissimulação da Globo quanto a esse problema, pois está servindo de veículo ao incremento de preconceitos de todos os tipos. E outra: ninguém está se dando conta que existem muitas pessoas de mente fraca que entrarão nessa onda de homofobia a ponto de cometerem crimes hediondos contra os homossexuais Brasil afora, lembrando que somos um dos países em que mais ocorre esse tipo de crime.

Devido à repercussão do programa, demonstrar ser homófobo tá na moda. E pessoas fracas, incapazes de refletir,  de pensarem por conta própria, entram no modismo só para não ficarem diferentes da maioria. Tal como o voto válido, vemos hoje em dia o 'pensamento válido':  as pessoas procuram pensar de acordo com a maioria 'manipulada' pela mídia, nesse caso estamos falando da Globo, apenas para se identificar com a maioria de não parecerem 'estranhos' num mundo cada vez mais nivelado por baixo. São marionetes nas mãos de um sistema perverso. Por que será que está havendo agora essa manipulação contra homossexuais?  Será que existe algum candidato à presidência que seja homossexual? Ou estamos novamente no caminho de uma nova Era das Trevas, e logo teremos Inquisição e um festival de fogueiras para queimar homossexuais e outras pessoas que não se enquadram nos 'padrões' desses vermes que manipulam a massa inconsciente. Pessoas que vivem dormindo em seus casulos, e até lembram o filme Matrix. Até o nome do cara tem significado ambíguo: dourado é uma cor que tanto pode representar objetos feitos com o metal nobre, quanto também representar o 'ouro do tolo', que é um metal praticamente sem valor mas que bem parece o ouro a primeira vista para quem não sabe diferenciar ou reconhecer. Acredito que ele, o Dourado, se encaixe no tipo ouro de tolo, pois a irresponsabilidade quanto aos problemas que esse tipo de preconceito pode causar é simplesmente inadmissível para um tempo no qual dispomos de tantas informações e tecnologia. A Globo também é ouro de tolo, e põe realmente o povo dentro de um 'Globo da Morte'.

BBB é um jogo perverso. Os participantes estão ali usando máscaras diversas. São inimigos uns dos outros, embora façam alianças e digam que gostam de um ou outro. O objetivo é vencer para ganhar um bom dinheiro, e nesses casos é difícil imaginar alguém realmente com boas intenções. Além do mais, isso passa para os telespectadores  a noção de que o restante do mundo também é assim,  e que vale tudo dentro do grande jogo diário da vida. Por isso estamos vendo o mundo cada vez mais violento, vazio de espiritualidade verdadeira, pantanoso, perigoso.

Dourado representa retrocesso, e a 'luz' que está sendo lançada pelo personagem que ele construiu e interpreta está ofuscando as mentes fracas. Pérolas que o Dourado andou dizendo: que heterossexuais não se contaminam com AIDS ou SIDA; chamou o Dicesar de mentiroso e que , apesar de ser viado, se comportasse como homem; ameaçou a Angélica, e disse que se ela fosse homem quebraria os dentes. Isso é estranho, pois ele deixou claro que a Angélica não seria 'mulher', e depois entra em contradição ao dizer que ela é mulher para justificar o motivo de não ter quebrado seus dentes. Será que teve medo de bater na Angélica e ser expulso do programa e perder  a grana que tanto quer?

 Percebendo as mazelas que anda causando, a Globo procurou promover a paz entre o Dourado e o Dicesar para tentar repassar ao povo que é justa e eqüidistante. A Globo até divulgou um editorial em que comenta que não é responsável pela opinião dos participantes da casa. Medo das conseqüências?  Vale lembrar que a Globo surgiu durante a ditadura, e é claramente de extrema direita, manipulando sempre as massas. É também sintomático que após o Governo assinar um acordo com o Vaticano, às escondias, permitindo que a Igreja Católica volte a ser a religião do Estado, surjam essas manipulações de intolerância.

Dourado é retrocesso, é falsidade, é contradição, é intolerância, é brutalidade Mas a maioria do povo brasileiro está votando nele porque ele reflete na verdade o que a maioria de nosso povo é na verdade: hipócrita.

 Lembrando ainda que a violência simbólica se baseia na fabricação de crenças no processo de socialização, que induzem o indivíduo a se enxergar e a avaliar o mundo de acordo com critérios e padrões definidos por alguém ou por instituições como família, religião, estado, empresas, enfim corporações. Trata-se da construção de crenças coletivas e faz parte do discurso dominante. Leiam meus textos, mas não se prendam a eles, rs. Leiam bastante, e trilhem seus próprios caminhos. Sejam caminhantes e não caronas em veículos fabricados (ser levado nos ombros pode até parecer conveniente, mas você só verá as mesmsas paisagens que seu carregador, ainda que pareça ser de um ponto mais elevado e mais abrangente). Continuem andando. Conhecimento é tudo de bom, principalmente quando permite boas escolhas na vida. Apenas procuro dar uma visão diferente da maioria.



Escrito por rubim geontelus às 15h54
[] [envie esta mensagem
] []





China: mocinha ou vilã?

Liberdade!? Será que podemos mesmo ser livres? Liberdade é um conceito muito relativo, e geralmente só vinga para quem está no topo das divisões de classe e geralmente dispõe de recursos para poder usufruir dos frutos que o mundo oferece. No mais, temos uma maioria de alienados que acha que apenas falar mal de governos, ter acesso a uma internet em que possam fazer quase tudo, votar, é viver em liberdade. Vivemos num mundo complexo dividido por n interesses, e ninguém pode viver livre das pressões exercidas pelos diversos grupos que o compõem, principalmente nesses dias de tecnologia e globalização cada vez mais refinadas. Grupos religiosos, econômicos, étnicos, culturais, são os que mais exercem pressão.

            A antiga U.R.S.S faliu e desmoronou devido à Guerra Fria com o Ocidente, capitaneado pelos Estados Unidos, e também pela corrupção de seus dirigentes. E a China? Ora, em vez de se envolver em Guerra Fria com os Estados Unidos e gastarem fortunas com testes nucleares , a China está subsidiando seus produtos, que também são competitivos devido aos baixos salários, para causar crises pelo mundo como temos visto. Seus produtos são de qualidade ruim geralmente, descartáveis. Pagam mal aos trabalhadores, e existem acusações de várias instituições quanto ao trabalho escravo;  poluem demais com suas indústrias;  violência contra as mulheres (ainda se pratica a morte de bêbes do sexo feminino como controle populacional);  o comunismo é apenas para as classes pobres e camponeses , pois na verdade uma elite poderosa controla tudo e adota descaradamente o capetalismo, ops, capitalismo;  oprimem outras etnias como os tibetanos e os uigures de Sinkiang ou Xinjiang; pressionaram para os países ocidentais devolverem as colônias lá como Hong-Kong e Macau, mas não devolvem o Tibet, Sinkiang ou Xinjiang e parte da Cachemira tomada da Índia;  contribuem absurdamente para a pirataria no mundo inteiro, e isso também faz parte de seus planos para minar o poder de outros países; causam problemas ao meio ambiente também pelo fato de fomentarem o contrabando de produtos animais como marfim, chifre de rinoceronte, produtos tirados do tigre, etc.

            Então a China é diabólica?  Não, ninguém ou nada é diabólico no sentido geralmente interpretado no Ocidente, ou seja, algo a serviço de um ser perverso, diabo. A China é o que é em conseqüência do contexto histórico: das escolhas feitas pelas potências mundiais em relação ao mundo, no caso a China, e de tantas outras escolhas a nível interno. Muitas vezes foram invadidos, humilhados, massacrados: mongóis, japoneses, britânicos, portugueses. para citar alguns. Tiveram que fechar suas fronteiras diversas vezes, levando ao enfraquecimento do país e a perda da liderança que exerceu como principal potência mundial ao menos duas vezes na antigüidade (durante as viagens de Marco Polo, por exemplo, a China era a principal potência mundial), e isso a isolou do restante do mundo. Sua cultura, apesar de estranha aos olhos ocidentais, é fascinante, embora eu não aprecie muitas coisas de sua culinária, rs (e nem gostaria de sofrer um acidente num avião abarrotado de Chineses e sobreviver, pois comem de tudo, e numa hora dessa eu não gostaria de estar na mira da fome deles. Brincadeirinha, rs). Bem, mas problemas à parte, não deixa de ser louvável o desenvolvimento chinês, pois mostra que são capazes sim. Não concordo com os meios que eles usam, mas isso não impede de admirar a capacidade de um povo milenar que sempre presenteou a humanidade com tantos inventos: bússola, pólvora, papel, bombas de água, moinho, e centenas de outros. Vale lembrar que também se encontram sufocados por uma população de mais de 1,4 bilhão numa área pouco maior que o Brasil e, se não conseguirem meios de obter alimento para toda essa população, irão colapsar e aí as conseqüências para o mundo seriam ainda piores.

            Existe sim violência lá, e todos os anos milhares de chinenes e alguns estrangeiros são executados: estupros;  tráfico de drogas;  prostituição; assassinos;  ladrões; tráfico de produtos animais como tigres, elefantes, rinoceronte, crocodilos, etc., estão dentre os casos mais comuns das acusações que levam à pena de morte. Mas como em qualquer lugar do mundo, na China também tem grupos mafiosos, sendo um dos mais bem organizados, e a criminalidade  torna-se então sistematizada. Esse é o motivo pelo qual a criminalidade não acaba jamais em lugar algum: grupos poderosos controlam os esquemas, ficando geralmente ocultos, e só os peões desse jogo macabro é que são expostos. Quando pegos são presos, mortos, torturados. Mas são a ponta do iceberg apenas.

            Quanto ao sistema ferroviário ser o maior e melhor realmente ainda não o é assim. Estados Unidos e Rússia dispõem de malhas maiores, e Alemanha, França e Japão são os melhores, tanto que a China tem contrato com a Alemanha para implantação de TVA e transferência de tecnologia.

            Vamos esperar e torcer para  que o mundo não quebre devido a esse modo de agir chinês, e que não nos leve a uma guerra, pois, como sabemos, guerras são conseqüências de problemas econômicos, direta ou indiretamente: o ser humano e os estados sempre estiveram envolvidos em em disputas territoriais, por melhores lugares dentro de grupos sociais por visando ao poder e, conseqüentemente a situação econômica, enfim a disputas por obtenção de recursos vários. Que nos sirva de exemplo as Duas Guerras Mundias. Portanto a China não é essa maravilha toda que falam, e tão pouco é a vilã solitária nos problemas mundiais.  E para não ser injusto: vale lembrar que o capetalismo, ops, capitalismo, com a globalização, faz tempo que pratica tipos de investimentos predatórios ao extremo. É suficiente dizer que na Bolsa de Valores de Nova Iorque (e isso acontece em outras bolsas mundo afora) os investidores 'jogam' como que num game: sentam-se confortavelmente em suas cadeiras diante de um monitor e fazem suas aplicações mundo afora, manipulando econômias de países, e ganhando fortunas em questãos de horas ou minutos. A humanidade parece acordar para o fato de estarmos conectados e tudo ser conseqüências das escolhas, não existindo certos ou errados, mas produtos da história que o próprio ser humano faz. Nossa responsabilidade ou irresponsabilidade diante das escolhas nos leva a transformar nossas famílias, Nossas cidades, nossos estados, nossos países, nosso planeta em paraíso ou inferno. E como bem explica a Teoria do Caos: uma borboleta que bate as asas na China pode causar um furação no restante do mundo, e vice-versa'. A história não é pontual, mas uma espiral que gira sobre si mesma, e o mundo é um tabuleiro infinitamente mais complexo que um tabuleiro de xadrez, sendo as peças cada um de nós com nossas singularidades e escolhas. Ou ainda: somos os tecelões que fiam o tecido chamado história.

 



Escrito por rubim geontelus às 12h31
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]